Sendo

Quando me perguntam porque eu escolhi fazer o que faço, costumo contar uma história de minha infância. História que me foi contada há uns sete anos atrás, que é memória da minha primeira professora de dança: “Fernanda, a dança te emociona profundamente! Tu com quatro ou cinco anos, agora não tenho certeza, mas me lembro muito bem das lágrimas que corriam do teu rosto ao dançar a coreografia do Pimpão. E assim era sempre.”

E continua sendo…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: